March 11, 2008

OpenFOAM e 64 bits

Este post responde a um comentário muito relevante do Délio sobre a instalação do OpenFOAM em sistemas 64 bits, os arquivos .bashrc no Linux e o uso do foamInstallationTest. Veja a pergunta do Délio no post da instalação do OpenFOAM e a sua resposta está colocada abaixo.
Olá Délio,

Agradeço muito pelo seu comentário. O objetivo desse blog é aumentar mesmo a interação entre os usuários de CFD. Bem, como você é novo no Linux, vou comentar antes sobre o arquivo .bashrc.

O arquivo .bashrc que está no seu diretório HOME é lido toda a vez que você entra no Linux. E relido sempre que você entra no terminal. Então veja a sequência de fatos... Você entra no terminal e a linha de configuração do OpenFOAM,

. $HOME/OpenFOAM/OpenFOAM-1.4.1/.OpenFOAM-1.4.1/bashrc

é lida e executa o arquivo bashrc do OpenFOAM. Esse arquivo fornece ao sistema todas as configurações necessárias para executar o OpenFOAM. Beleza! Só que esse arquivo não diz se o sistema é 32 ou 64 bits.... (Na minha opinião, isso é meio que um furo da OpenCFD, mas...). Vamos acertar isso, então. Antes de executar a linha de configuração do OpenFOAM, vamos dizer ao sistema qual a arquitetura do dito. Então, faça assim no arquivo .bashrc do seu HOME.

WM_64=on
. $HOME/OpenFOAM/OpenFOAM-1.4.1/.OpenFOAM-1.4.1/bashrc

Agora, a variável de 64 bits já vai estar ativada antes do OpenFOAM fornecer as configurações ao sistema, e, portanto, os caminhos (para 64 bits) vão estar corretos agora. Não é preciso reinstalar nada, só faça isso. Feche o terminal e abra de novo.

Em relação ao foamInstallationTest... Esqueça esse cara. Ele era muito útil na versão 1.0 do OpenFOAM, mas depois ficou defasado. Muitas informações dali estão furadas (pelo menos para os usuários simples - se a sua intenção é montar um cluster de computadores a coisa muda de figura). Verifique se tudo está OK apenas executando o icoFoam e depois o paraFoam.

Mais uma vez agradeço ao comentário do Délio e dizer que isso promove a interação entre os leitores do blog (e enche os autores de satisfação).

De fato, já tenho (quase) pronto um post sobre as diferenças do mundo 32 e 64 bits e minha experiência com a arquitetura de 64 bits. Esperem pra ver!

No comments:

Post a Comment